Pregnancy #1

with No Comments
Nestes últimos dias, tenho conversado com algumas pessoas sobre a novidade da nossa gravidez!
E tal como eu também faço quando sei de alguma amiga ou colega que está grávida, têm-me colocado várias questões: Esperaram muito tempo? Como descobriste? Que sintomas tiveste? E os enjoos? E a barriga? Etc.
São aquelas curiosidades que nós gostamos de saber.
Na verdade, eu tenho escrito num bloco de notas digital, cada uma ou duas semanas, o que se tem passado.
Primeiro porque tenho memória curta e acho que no final dos 9 meses não me vou lembrar de metade das coisas. Segundo, porque acho que vou achar piada daqui a uns meses rever o que passei.
Não é um diário mas apenas uns apontamentos.
Esta gravidez foi muito desejada e muito planeada.
Para nós, aquelas velhas máximas do "tudo se cria" e "nunca é o momento certo" para nós não funciona.
E depois de mudanças de trabalho e de país, depois de voltar a relançar a minha carreira profissional, atrevo-me a dizer "Sim! Agora é o momento certo!".
Se podia já ter vindo mais cedo? Podia.
Mas não íamos desfrutar com tanta tranquilidade e despreocupação como agora.
Por outro lado, sempre quis que a criancinha nascesse antes do Verão e até nisso conseguimos acertar!
Depois do primeiro ensaio a sério... (dispensam detalhes, certo?!) e menos de um mês depois, tive o primeiro sintoma. Aquele mais óbvio. A primeira falha.
Eu: Ora.... Era preciso ter uma sorte daquelas, não? Não acredito que esteja! é muito cedo e não tenho mais sintoma nenhum.
E esquecemos o assunto. Nada de sintomas, nada de sensações, o assunto ficou para trás.
Fiz a minha vidinha normal: viagens de trabalho todas as semanas, ginásio 2 vezes por semana, noites bem dormidas, alimentação normal, tudo exatamente igual.
Ao fim de mais um mês, nova falha.
Eu: Epah. Mas eu não tenho mais nenhum sintoma! Nada de dores no peito, nada de enjoos. Sinto-me perfeitamente normal. Não noto diferença nenhuma. Por isso acho pouco provável, não?
E assim continuámos. Assunto meio esquecido.
Até que num belo dia, estava eu a trabalhar no escritório e de um momento para o outro começo a sentir umas cólicas fortíssimas no útero. Não eram dores. Eram cólicas!
Durante quase 3 dias, de meia em meia hora e durante 5 minutos, eu não conseguia fazer nada. NA-DA!
Só respirar fundo e esperar que passassem. Depois voltava ao trabalho.
Depois desses três dias passaram e até hoje nunca mais tive esse prazer....
E foi aqui que comecei a pensar: Bom.... se calhar passa-se alguma coisa. Seja lá o que for, estas cólicas não são normais.
Contei-lhe e perguntei-lhe se queria fazer um teste.
Fiz(emos) no fim-de-semana a seguir quando eu já estava em casa.
Entretanto perguntei ao Dr. Google e pelos vistos a razão das cólicas é a preparação do útero para o que está a acontecer....
Fiz(emos) o teste e lá estava... aquele sinal '+', mais do que definido.
Já não havia dúvidas: A aventura já tinha começado!
Um bébé já vinha a caminho!

Leave a Reply